Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Macaco Experimentar

Macaco Experimentar

21 Livros de 2014 (Parte 1)

A ler aprende-se tudo e basta um livro para mudar a tua opinião sobre sobre qualquer coisa. A ler tens acesso a informação que de outra forma não consegues obter, coisas que gente importante fez, disse e imaginou ou a resultados da investigação de grandes mentes da ciência. 

Este ano li mais do que nunca e começei a explorar temas psicologia, economia e empreendedorismo. E acredita, basta um livro para perceber um pouco mais sobre um tema, suficiente para que consigas discutir isso com alguém melhor que tu na matéria e aprender ainda mais, suficiente para conseguir juntar essa informação com tudo o que já sabes e criar qualquer coisa melhor. É nessa altura que o mundo faz um pouco mais de sentido.

Decidi dividir este post em 2 partes para não ficar um post gigante. Aqui segue a lista:

1. Thinking, Fast and Slow (Daniel Kahneman)

No que toca à Psicologia, este é o livro. Daniel Kanheman, vencedor do prémio nobel da economia, escreve esta bíblia do comportamento humano onde descreve que a mente tem dois sistema. O pensamento rápido (ou 1) é responsável pela maior parte do nosso comportamento. É emocional, rápido e intuitivo. Do outro lado temos o pensamento lento (ou 2) que caracteriza a lógica mais complexa e portanto é mais lento e deliberado nas decisões que toma.
Imagem retirada de www.algemeiner.com

Neste livro, este senhor doutor fala dos erros que existem em ambos os sistemas e desta forma explica porque acontecem os fenómenos de aversão à perda, excesso de confiança e porque razão as pessoas tomam más decisões. Estes erros cognitivos chamam-se de viés (ou cognitive bias).

Daniel Kahnman, com "Thinking, Fast and Slow", apresenta um dos melhores livros que podes ler. Depois disto, vais conseguir perceber melhor porque as pessoas tomam as decisões que tomam. Um dos melhores livros de 2014!

2. Stumbling on Happiness (Daniel Gilbert)

Dos livros mais engraçados que li este ano. Em "Stumbling on Happiness", o psicólogo Daniel Gilbert expõe ciência da melhor maneira possível, com o grande humor que o caracteriza. Neste livro também são abordados os "biases" da mente, focando sobre a felicidade humana. 

Daniel Gilbert argumenta que as pessoas são fracas a prever aquilo de que vão gostar no futuro e portanto tomam decisões que as vão deixar menos felizes. Consegue-se perceber muitas coisas sobre as decisões que tomamos ao ler este livro. Aconselho vivamente!

3. Freakonomics (Steven D. Levitt, Stephen J. Dubner)

Freakonomics é dos livros mais citados de economia...e é polémico! Escrito de uma maneira muito divertida explica o que os professores e os lutadores de sumo têm em comum. Explica também porque a legalização do aborto é a principal causa da diminuição de crime nos EUA (sim, isso mesmo que leste!) e muitas outras coisas. Este livro é um espéctaculo.

4. Outliers (Malcolm Gladwell)

Parecido com o Freakonomics. Aborda aquilo que nós chamamos de sucesso pessoal e dá-nos outros olhos para olharmos para casos de pessoas bem sucedidas. Será que foram extraordinários ou estavam no local certo à hora certa? Ou mesmo, será que nasceram na melhor altura possível? Livro muito bom!

5. The Art of Thinking Clearly (Malcolm Gladwell)

Malcolm Gladwell, que não é psicólogo, resume o trabalho feito por grandes nomes como Daniel Kahneman e traz-nos um livro que explica 100 erros cognitivos, de uma forma muito prática e com uma escrita bastante acessível.

6. The Maze Runner (James Dashner)

Saíndo do mundo da ciência, James Dasher traz-nos uma história em que um monte de rapazinhos se encontram presos num labirinto com monstros e tudo isso! Nenhum deles se lembra como foi lá parar e tentam todos os dias encontrar a solução desse puzzle, com consequencias muitas vezes fatais! 

Este é um livro parecido com outros como a série Hunger Games. Portanto se gostas desse tipo de livros também vais gostar deste. Ah, Maze Runner também tem uma adaptação em filme.

7. Sandkings e 8. The Pear-Shaped Men (George R.R. Martin)

Quem já gosta do senhor George R.R. Martin pela série "A Song of Ice and Fire" do qual faz parte "Game of Thrones", também vai gostar muito destes livros. Apesar de ter gostado mais do primeiro (formigas de estimação que se tornam violentas), o segundo transmitiu-me maiores emoções. É impressionante como este autor consegue passar um nojo (isso mesmo!) descontrolável por algumas personagens.

Estes livros, apesar de pequenos, fazem seguramente parte da lista de eleição para quem gosta da escrita de George R.R. Martin.

9. A Chave de Salomão (José Rodrigues dos Santos)

Este tinha de ser lido. Leio os livros do José Rodrigues dos Santos desde sempre (apenas falhei os dois primeiros). Acho que conseguem ensinar sempre qualquer coisa de novo, normalmente colocando informação sobre temas diversos como a cultura muçulmana (Fúria Divína) ou ciência (A Fórmula de Deus) num enrendo envolvendo o Professor Tomás Noronha. José Rodrigues dos Santos é o Dan Brown Tuga.

Apesar disso, sinto que este livro é mais do mesmo, ou secalhar não gostei tanto porque explora coisas que, pela minha formação, já sabia. José Rodrigues dos Santos explora a mecânica quântica e a verdadeira natureza do que chamamos de realidade. Aconselho!

10. As Intermitências da Morte (José Saramago)

O que aconteceria se as pessoas deixassem de morrer? Em "Intermitências da Morte", o nosso prémio nobel explora todos os problemas duma sociedade em que esta é a realidade. O livro está mesmo um espéctaculo e faz-me pensar porque não começei a ler Saramago mais cedo. O tipo era um génio!

11. Brave New World, Admirável Mundo Novo (Aldous Huxluy)

"Admirável Mundo Novo" é um clássico da literatura. Coloco aqui ao lado das "Intermitências da Morte" porque acho que ambos te fazem pensar em sociedades alternativas ou com realidades diferentes. Neste livro, Aldous Huxluy imagina uma sociedade em que as pessoas são produtos de tubos de ensaio, as castas estão implementadas ao máximo e as pessoas fazem aquilo que gostam porque foram feitas para gostar disso mesmo.

Um espectáculo de livro para finalizar a 1ª parte deste post. E tu? Que livros leste este ano que te deixaram inspirado?

Segue para a 2ª parte deste post aqui.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.